sexta-feira, 25 de maio de 2007

Pouco Fôlego


Começou ontem o maior certame de livros em Portugal. Para uma série de editores a situação da Feira do Livro é pessima tendo vindo a agravar-se pela falta de apoios, e a tornar-se decadente, sendo o cenário grave.
Na opinião de alguns editores , enquanto as associações do sector não entregarem a organização deste evento, a uma estrutura profissional com visão, o panorama vai tornar-se cada vez mais decrépito.
A Feira do Livro de Lisboa e Porto são espaços que proporcionam uma maior aproximação dos leitores aos livros a bons preços, que possiblita encontros entre leitores e escritores, então à que dar dignidade e grandeza ao evento, bem como um maior apoio na promoção e divulgaçao da Feira pelos meios de comunicação social, pois é de extrema importancia a divulgação da cultura, mas esta falta de atenção nem por isso é surpreendente.
Este evento tem vindo a perder importancia ao longo dos anos, motivado pelas mais de 200 feiras feitas pelo país, mas acima de tudo os leitores têm se tornado mais exigentes , a preferir os espaços confortaveis das livrarias para melhor fazerem as suas escolhas.

1 comentário:

Maninha disse...

Efectivamente, nada como uma boa livraria para cativar os leitores :)