quinta-feira, 17 de maio de 2007

Ao Remexer no Sótão


Hoje encontrei este exemplar , Odisseia de Homero de 1938, volume I.
Desta obra tiraram-se 100 exemplares em papel Leorne, da Companhia do Papel do Prado, numerados e rubricados , pelos editores Sá da Costa. Traduzida do grego por dois padres, E. Dias Palmeira e M. Alves Correia.
Não há dúvida de que esta epopeia tal como Ilíada são os monumentos literários da língua grega.

1 comentário:

marta dutra disse...

ora aí está uma preciosidade que eu própria gostaria de ter encontrado no sotão!