segunda-feira, 7 de junho de 2010

Contemporâneo

" Há hoje nas sociedades cultas um tom geral de bom gosto, de ironia, de fino senso, que põem bem depressa no seu lugar os fanfarrões da sabedoria, do milhão ou do músculo.
Ao nababo que nos agita diante da face uma bolsa cheia de ouro, dizendo:«Pobretões! Eu cá sou rico!», responde-se tranquilamente:« Talvez, mas és grosseiro!»
Ao mata-sete que nos mostre os seus pulsos de Sansão, e nos grite:« Fracalhões, Eu cá sou forte!», replica-se friamente:« Talvez, mas és brutal
E ao sabichão que, com quatro volumes debaixo de cada braço, nos venha dizer, de alto:« Ignorantes! Eu cá sou sábio!», responde-se serenamente: « Talvez, mas és pedante!»"
Notas Contemporâneas
Citações e Pensamentos de Eça de Queirós, Ed. Casa das Letras

2 comentários:

Maninha disse...

Pedante! Essa é que é Eça! LOL

Anónimo disse...

Que bela nota comtemporânea:))
Madona