domingo, 22 de julho de 2007

Por Aqui Por Ali

Fotografia - Helena Frias

"Dia do mar no ar, dia alto

Onde os meus gestos são gaivotas que se perdem

Rolando sobre as ondas, sobre as nuvens."

Sophia de Mello Breyner Andresen

1 comentário:

lelia disse...

Querida Helena eu completaria este "post" com o poema-oração da Sophia de Melo Breyner que é igualmente belo e que está no CD " Mar Sophia" da Maria Betânia : "Onde o que estava lavado se relava para o rito do espanto e do começo. Onde sou a mim mesma devolvida em sal, espuma e concha regressada à praia inicial da minha vida."
Estes versos têm um significado muito forte pra mim. Estão num circulo mágico, a energia vital em movimento onde um verbo se torna irreversível: regressar, regressante, regressada sempre por geografias inimagináveis e um mar de saudade pelo meio.
Um abraço.